A Tribute to Judd Apatow, uma homenagem ao diretor que revolucionou a comédia

703658_445889205447618_1350538132_o

Você certamente já viu “O Virgem de 40 Anos”. Com certeza, já ouviu falar em “Ligeiramente Grávidos” e já pensou em comprar uma carteirinha do McLovin, o galã de “Superbad”.

Se é alguém que curte uma comédia sem grandes pretensões, entende que esses filmes foram responsáveis por mudar a cara do gênero durante os últimos cinco anos – e foram o pontapé nas carreiras de uma nova leva de comediantes de peso, como Steve Carrel e Seth Rogen. Além de popularizar o estilo “nerds fanfarrões” como Jonah Hill e o bonitão e auto-irônico Paul Rudd.

Mas o que os filmes citados ali no início e todos esses nomes têm em comum? Foram orquestrados pelo mesmo maestro: Judd Apatow, um cineasta com a rara habilidade de fazer um humor quase tão ofensivo quanto American Pie (e seus personagens loucos por festas e mulheres), ao mesmo tempo em que trata de questões cotidianas que grande parte de nós passa ao longo da vida. Apatow tem o dom de mostrar com perspicácia e delicadeza, a solidão, a inadequação e amizade em todos os seus trabalhos.

Para consagrar definitivamente o cérebro por trás das maiores comédias da década passada, um grupo de artistas se reuniu para criar o “A Tribute to Judd Apatow“.
A mostra de arte trará esculturas, gravuras, ilustrações e fotos inspiradas nos personagens mais icônicos retratados por Apatow, no cinema e na TV.

The Trouble with Rogens (and Hills and Farrells) by Casey Weldon

Sweet Brick by Jon Defreest

Smear Weir by Jude Buffum

The Muse by Mike Bilz

Mystic Crystal Revelations by Tara Krebs

Superbad by Kevin Woody

A exposição começa dia 4 de dezembro na Gallery 1988 Melrose, em Los Angeles e vai até 24 de dezembro.

Gostou? Compartilhe: