Comida: o denominador comum de três grandes problemas mundiais

Recentemente postamos dois vídeos relacionados a problemas como a desnutrição e a má alimentação. Enquanto um falava sobre o fato de mil crianças morrerem diariamente em um mundo que produz comida para o dobro de sua população, o outro batia na tecla de um dos principais problemas dos yankees: a obesidade. Na nova campanha da ong Halfsies, a discussão gira em torno dessas duas grandes questões, clamando que se trata de uma responsabilidade de todos. Aos que não manjam de inglês resumimos a coisa toda abaixo do videocase.

De acordo com a ONU, três grandes problemas relacionados ao consumo de alimentos coexistem no mundo atualmente. O primeiro e mais subestimado deles tem a ver com o tamanho das porções. Nos Estados Unidos, elas vem até quatro vezes maiores do que o tamanho recomendado pelo governo – o que faz com que as pessoas comam mais do que o necessário sem nem ao menos perceberem. O segundo já é mais familiar: o desperdício. Quase a metade dos produtos alimentícios comercializados que deveriam ser consumidos vão para o lixo. Em terreno norte-americano, a quantia ultrapassa 200 milhões de quilos por dia. O último, mais grave e que está diretamente relacionado aos anteriores é a fome.

Para melhorar essa situação, a campanha sugere soluções simples, baratas e eficientes (ao menos em um nível mais superficial). Através de acordos com restaurantes, eles ofereceriam meias porções. O cliente comeria apenas a quantidade indicada para sua saúde e, ao pagar o valor total, o excedente seria encaminhado para a iniciativa e, consequentemente, para o combate da fome em países da Africa.

Gostou? Compartilhe: