Você sabe o que é publicidade controversa e extrema?

indyact-snow-leopard

A gente sabe que a publicidade foi criada com a finalidade de atrair a atenção do público, certo? No entanto, alguns profissionais da área deram um passo a mais para ter certeza de que suas mensagens permanecerão de fato na mente dos consumidores. Estamos falando de “Extreme and Controversial Advertising”, termo em inglês criado para designar exemplos de “publicidade controversa e extrema”.

A publicidade extrema é feita intencionalmente e com um propósito. Ela joga com aspectos psicológicos da mente humana, evoca emoções como raiva e medo, e acaba por ficar gravada na memória de um jeito tão extremo, que qualquer fato do cotidiano acaba por remeter à mensagem do anúncio em questão.

Já a publicidade controversa, por outro lado, incita problemas no momento em que o anúncio é visto.  Normalmente, o uso deste tipo de publicidade se dá em campanhas de sensibilização e conscientização, como as de anti-tabagismo, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, etc.

Vamos ver mais alguns exemplos? Enquanto alguns  anúncios conseguem se manter adequados para a ideia que defendem, há também aqueles que são tão perturbadores que foram proibidos em alguns países.

WWF: Blood

Campanha de sensibilização sobre a compra de souvenirs de animais exóticos, que podem causar danos à vida selvagem.

Pink Ribbon: sobrevivi

Um anúncio de câncer de mama, que deixa uma forte impressão em seus telespectadores.

Adam Adam Le, de convivência de idosos: laço de carrasco

Mais de 50% dos suicídios são cometidos por cidadãos acima de 60 anos.

One Life: Duche

Cada vez que você dormir com alguém, você também estará dormindo com o seu passado. Faça o teste de HIV.

Será que funciona mesmo?

Gostou? Compartilhe: