A anatomia dos mapas

Uncharted Series, o trabalho de Shannon Rankin é todo baseado em mapas que se transformam em peças de arte foto: reprodução

Muitos de nós, quando criança, tinhamos um certo fascínio por mapas, principalmente quando lidávamos com eles nas aulas de Geografia. Oceanos, continentes, ilhas, tudo parte do imaginário infantil.

Shannon Rankin é uma artista cujo trabalho foi totalmente inspirado pela linguagem desses pequenos livros que possibilitavam o mundo todo em nossas mãos, a cada virar de página. “Eles (os mapas) são metáforas cotidianas que falam ao estado frágil e transitório das nossas vidas e dos nossos arredores”, afirma Shannon.

Rios mudam seus cursos, geleiras derretem, vulcões entram em erupção. Temos que concordar com ela: a única constante é a mudança.
Corte, colagem e dobraduras são apenas algumas das técnicas que a artista usa para explorar o potencial metafórico de mapas em suas instalações.

Explorando a noção de tempo e espaço, Shannon inventa uma paisagem a fim de examinar nossa relação com o mundo.

Gostou? Compartilhe: