As estações de metrô mais bacanas do mundo

img_0435-copy

Os trens metropolitanos, conhecido popularmente como metrô, são os meios mais eficazes de locomoção na maioria das grandes ao redor do mundo.
Também podem ser a única forma de transporte de um elevado número de passageiros, normalmente com muita pressa. Por isso, é comum que os governos usem este espaço de grande fluxo para promover a cultura e embelezar a cidade de alguma maneira.

Imagine-se entrando todos os dias em alguma dessas estações de metrô antes ou depois de uma jornada cansativa de trabalho? Pelo menos um sorriso a gente garante.

Estocolmo, Suécia

A rede da capital sueca é considerada por muitos como a mais bela do planeta. Também pudera: suas estações combinam materiais de alta qualidade, projeto de iluminação personalizado, e um design quase sempre inovador. A linha azul, por exemplo, mantém à vista, em todas as suas estações, as pedras que separam túnel e solo. A arquitetura, é claro, faz o devido arremate na brutalidade das pedras.

Moscou, Rússia

Com 7 milhões de passageiros por dia, o metrô de Moscou é o segundo mais movimentado do mundo, atrás apenas do sistema de Tóquio. Algumas paradas são sinônimos de austeridade, mas a maioria foi construída durante o stalinismo, principalmente na década de 1930, e faziam parte da propaganda política que alardeava a beleza dos serviços coletivos, como os de transporte. O estilo clássico domina as estações, tanto nos vitrais e abóbadas, quanto nos tetos e pisos ultra ornamentados.

Frankfurt, Alemanha

Todos os dias, metade da população de Frankfurt locomove-se exclusivamente de metrô. Também pudera: com 670.000 habitantes, a cidade conta com 86 estações que atendem a praticamente todos os seus bairros. Cada parada se propõe a fazer uma espécie de provocação à mesmice do cotidiano, porém, há uma que se destaca: ela tem uma entrada que se assemelha a um vagão de metrô rompendo a superfície da terra.

Taipei, Taiwan

O metrô da capital taiwanesa é marcado por imensos painéis de vidro e um projeto de lighting design customizado para cada estação, que lhes dão um visual ora cinematográfico, ora minimalista. Obras de arte decoram todas as paradas, sejam telas e mosaicos nas paredes, ou até esculturas.

Washington, EUA

Construído a partir de 1976, o metrô de Washington é considerado pelos norte-americanos o mais bonito do país. Com 28 estações, ele foi projetado pelo arquiteto Harry Weese, e tem a cara dos anos 70: é todo de concreto aparente, possui saguões livres de colunas que possam interferir no visual, e conta com uma iluminação indireta que lhe dá um aspecto bastante futurista.

Paris, França

Com 112 anos de vida, o metrô de Paris é um dos mais antigos e famosos do planeta. Suas estações refletem a rica história da cidade. As mais antigas, por exemplo, seguem o estilo art nouveau. Mas o art déco e o modernismo também comparecem. Circular pela rede parisiense é, portanto, uma aula de história da arquitetura e, não raro, vê-se o minucioso trabalho de restauro que é constantemente feito em seus mosaicos, pinturas e letreiros.

Montreal, Canadá

Conhecida por uma extensa rede subterrânea de corredores e shoppings, que servem como ponto de encontro da população durante os meses mais frios do inverno, Montreal também tem uma das mais arrojadas – e belas – redes de metrô do planeta. Iniciado em 1966, durante a Expo Mundial que aconteceu na cidade naquele ano, a malha conta com obras de arte espaços para apresentação de música e performances, além de uma estrutura ímpar de facilidades para ciclistas.

Pyongyang, Coreia do Norte

Os trens são antigos e a rede conta com apenas 17 estações, mas o metrô da capital norte-coreana – construído em 1969 – reúne algumas estações bastante suntuosas. Assim como a rede de Moscou, a de Pyongyang foi usada como parte da propaganda governamental. Pode não ser moderna, mas certamente tem seu charme retrô.

Almaty, Cazaquistão

Além de ser a mais jovem do planeta – foi inaugurada em 1º de dezembro de 2011 – a rede de metrô da capital do Cazaquistão é também uma das mais bonitas. Foram 23 anos de obras, e poucas estações já estão em funcionamento, mas elas representam diferentes estilos, do clássico ao moderno, sempre com o uso de padrões que transmitem elegância, como o vidro e o metal.

Nova York, EUA

Se as estações de metrô nova-iorquinas não são exatamente um sinônimo de beleza e limpeza, há uma estação – a City Hall Subway Station – que é não apenas bela, mas cheia de história. Ela é a única que preserva o estilo que a rede tinha quando foi inaugurada, na virada do século 19 para o 20. A má notícia é que o local está fechado e inoperante desde 1945, e não é aberto à visitação.

Gostou? Compartilhe: