Criar e censurar, é só começar: capas de discos polêmicas

Criar e censurar, é só começar: capas de discos polêmicas de artistas igualmente polêmicos foto: reprodução

A arte das capas de discos precisa ser fundamentalmente criativa e, acima de tudo, atrativa. Não há dúvida de que uma bela imagem pode ser um dos itens responsáveis por alavancar as vendas de um álbum e encher de zeros a conta do artista.

Entretanto, por pressões tanto por parte das gravadoras quanto da crítica, vários artistas foram obrigados a mudar a “ideia” original das capas de seus trabalhos, por serem… digamos assim, politicamente incorretas. Algumas foram censuradas apenas em alguns países, ou por um determinado tempo. Outras jamais voltaram a ser utilizadas.

Confira aqui uma seleção com algumas das capas de discos mais polêmicas do mundo da música:

The Beatles – Yesterday and Today

Lançado em 1966, o disco tinha uma imagem do quarteto com roupas de açougueiro, cabeças sinistras de bonecas e pedaços de carne. Apesar do sucesso das músicas, a capa foi extremamente criticada, e acabou sendo substituída. Atualmente, existem poucos exemplares com a capa original, que para os colecionadores se tornaram muito valiosos. Recentemente em um leilão, um dos exemplares com a capa original foi vendido por nada menos do que 38.500 dólares.

Jimi Hendrix – Electric Ladyland

Um dos melhores álbuns da história do rock, tinha como capa original uma fotografia de um grupo de lindas mulheres, totalmente desnudas. Recusada pela gravadora, a capa acabou sendo substituída por uma foto da cabeça de Hendrix. Fuén.

Rolling Stones – Beggars Banquet

Lançado em 1968, o álbum trazia como capa uma fotografia de um banheiro sujo e repleto de pichações. As gravadoras fizeram a banda adiar o lançamento do álbum, que foi lançado com uma nova capa. Com a substituição dos discos de vinil pelos CDs, a capa original voltou a ser utilizada.

Guns N’ Roses – Appetite for Destruction

A capa que mostra uma mulher estuprada por um robô causou polêmica em alguns países. Nos EUA, país de origem da banda, a capa foi substituída na época do lançamento e trazia um crucifixo com caricaturas de cada um dos membros da banda como se fossem caveiras, uma imagem que Axl Rose tem tatuada em seu antebraço direito.

John Lennon e Yoko Ono – Two Virgins

A arte original foi logo censurada devido a imagem do casal peladão. A partir daí, o álbum foi lançado tapando a imagem original abaixo dos ombros.

Katy Perry – One of the boys

Recentemente a capa do álbum foi censurada na Arábia Saudita, por mostrar as pernas e braços da cantora, o que não é permitido para mulheres no país. Assim foi criada uma capa em que as partes “proibidas” foram tapados.

E para você, qual capa falta entrar nessa lista?

Gostou? Compartilhe: