Urina será transformada em fertilizante na Holanda

Urina será transformada em fertilizante na Holanda foto: reprodução

Não é mais novidade que em algumas cidades do mundo existem mictórios à disposição dos mais “apertados” espalhados pelas ruas. Mas, pensando em uma utilidade também sustentável, o governo de Amsterdã aproveitou o esvaziamento das bexigas masculinas para criar mictórios especiais.

O novo projeto, desenvolvido pela companhia de tratamento de água de Amsterdã, pretende utilizar a urina armazenada nos mictórios públicos para transformá-la em fertilizante de telhados verdes da cidade. Este tipo de telhado, muito utilizado em grandes centros urbanos reduz emissões de carbono, equilibra as temperaturas internas das edificações e até possibilita o cultivo de alimentos. Apesar de estranha, a iniciativa, batizada de Green Urine, prevê a redução do uso de produtos agrícolas que dão nitrogênio, potássio e fósforo às plantas, todas elas, propriedades encontradas na urina. Uma alternativa sustentável aos fertilizantes industriais tão prejudiciais ao meio ambiente.

A ideia do mictório sustentável surgiu também de um problema constante: o fósforo da urina estava formando cristais que entupiam as tubulações. No tratamento planejado, fósforo e nitrogênio serão separados e transformados em fertilizante. Estima-se que todo o xixi aproveitado de Amsterdã possa fertilizar o equivalente a 10 mil campos de futebol. O sistema está em fase de testes e começa a funcionar a partir do dia primeiro de janeiro de 2014.

Gostou? Compartilhe: