VAI UM VIRAL AÍ?

criação de virais através do tuberank texto por sheron neves foto: reprodução

*Por Sheron Neves, colunista da Escola de Criação e professora do Curso de Storytelling e Transmídia para Marcas

Um sábio mestre me confessou uma vez que sempre que um cliente pedia à sua agência para “criar um viral” ele se sentia tentado a perguntar: “Vai querer com ovo ou sem ovo?”

Afinal, a “criação de virais” nunca foi e nunca será uma ciência exata, e é ilusão achar que se pode pedir um viral assim como se estivesse pedindo um a la minuta.

Mas eis que acaba de surgir o TubeRank, um app que promete transformar, ou ao menos facilitar, a viralização de conteúdo na web. Apesar de não garantir a criação de virais, de acordo com o dono da empresa, o app “gera um filtro que possibilita descobrir cientificamente quais aspectos são mais eficientes e relevantes em determinados círculos”. Baseando-se em “communities of interest” (grupos de pessoas com interesses em comum que compartilham conteúdo) e em “conversation triggers” (o que faz com que estas comunidades decidam compartilhar um vídeo em detrimento de outro), o app determina o que possui mais – ou menos – chances de viralizar. De acordo com seus criadores, são dez os “conversation triggers” capazes de incrementar o potencial de “talkability” de um vídeo (confira a tabela).

Milagres não existem, nem na publicidade nem na cozinha. Mas quem sabe, se combinado com uma bela ideia e um bom planejamento, talvez o TubeRank possa vir a se tornar uma ferramenta útil na hora de tentar entregar aquele a la minuta ao seu cliente.

—————————————————————————————
Interessado em narrativa transmídia, marketing e conteúdo de marca? Então dá uma conferida no curso STORYTELLING E TRANSMÍDIA PARA MARCAS da Escola de Criação ESPM-Sul aqui. Começa em 25 de maio de 2013, então garanta logo sua vaga!
—————————————————————————————

Gostou? Compartilhe: