70 anos de Chico Buarque: site disponibiliza acervo do compositor

chico-buarque

Chico Buarque de Hollanda completou 70 anos ontem (dia 19) e você confere todas as obras do compositor em um só lugar.

Festejando a data do aniversário de um dos maiores compositores do país, o Instituto Tom Jobim disponibilizou online diversas obras e documentos do acervo pessoal de Chico Buarque. O material completo conta com 7.916 letras e partituras, 26.152 textos, 1.044 imagens e por volta de 600 arquivos de vídeo e áudio, incluindo a discografia completa do compositor. Você pode acessar a biblioteca Chico no site do instituto. Entre os documentos do acervo, encontramos algumas relíquias de sua vida, como os caderninhos com as letras de grandes composições, o livro escrito pela sua mãe Maria Amélia, relatando seus primeiros anos de vida, a história em quadrinhos “O Chico-mirim”, que ele escreveu aos 12 anos, e ainda seu discurso de formatura do colégio (na foto abaixo). Vale a pena conferir!

Discurso de formatura / Foto: acervo Instituto Antônio Carlos Jobim

Filho do historiador Sérgio Buarque de Holanda (autor do clássico “Raízes do Brasil”) e da pianista Maria Amélia Cesário Alvim, Chico sempre teve um vasto contato com livros e clássicos literários por influência da família. Marca de seu relacionamento com os livros é o bom trato que sempre teve com as palavras e a criatividade de suas composições. Carrega consigo características dos grandes escritores, passeando pelas ruas, analisando os detalhes, as pessoas e para completar, ainda joga um futebolzinho no final de semana.

Foto: acervo Instituto Antônio Carlos Jobim

A primeira experiência literária de Chico foi aos 22 anos com a publicação do songbook “A Banda“, de 1966, que trazia letras e partituras de suas músicas, e o conto “Ulisses”, veiculado originalmente no jornal do Colégio Santa Cruz, onde estudava. Em 1974 veio “Fazenda Modelo“, seu primeiro romance, que trazia o estranho subtítulo de “Novela Pecuária“. De lá para cá, surgiram publicações apreciadas e premiadas, como “Leite Derramado” e “Budapeste”, de 2009 e 2005, respectivamente. Como de costume, Chico fica longe para escrever e atualmente passa uma temporada em Paris a fim de terminar seu novo livro. Sobre a obra, sabe-se apenas que o lançamento está previsto para este ano ainda.  Aguardemos.

Gostou? Compartilhe: