Copa do Mundo em calendário da Vipal pelo caricaturista Gonza Rodriguez

Copa do Mundo em calendário da Vipal pelo caricaturista Gonza Rodriguez / foto: reprodução

Finalmente é ano de Copa do Mundo no Brasil e a empolgação para esse evento tão esperado está tomando conta do país. Provavelmente, foi nesse clima que o caricaturista Gonza Rodriguez resolveu dedicar sua arte, fazendo uma homenagem aos principais momentos marcantes das Copas do Mundo em um belo calendário da marca Vipal.

O calendário 2014 da Vipal apresenta a cada mês, uma ilustração com temática de Copa do Mundo, acompanhada de um texto explicativo para relembrar os bons momentos, desde o Mundial de 1930. Grande parte das ilustrações são caricaturas de jogadores emblemáticos do megaevento em momentos que marcaram a história do futebol.

Artista gráfico, Gonza nasceu na Argentina, e vive atualmente no Brasil. Ele especializou-se em criação de logotipos, ilustração e design editorial, estampas e caricaturas em camisetas, mantendo sempre uma predileção por trabalhos dedicados ao futebol e aos esportes em geral. Um gosto que lhe rendeu o título de referência em ilustração no que diz respeito à temática esportiva. Veja alguns trabalhos do artista que estampam as páginas do caprichado calendário da Vipal:

Pelé está registrado nos três momentos em que foi campeão da copa do mundo: em 1958, 1962 e 1970. Por ser o único jogador a vencer três copas do mundo, Pelé é conhecido como o Rei do Futebol.

Ronaldo Fenômeno não ganhou essa fama à toa. Ele sabia muito bem como achar o caminho para estufar as redes. Por isso tornou-se o maior artilheiro da história das Copas, com 15 gols marcados.

Em 1990, o camaronês Roger Milla tornou-se o jogador mais velho a fazer gols em Copas, batendo novamente o recorde em 1994, já aos 42 anos de idade. Contra a Colômbia, nas oitavas de final, comemorou com uma peculiar sambadinha na bandeira de escanteio.

Embora driblasse quem aparecesse pela frente, desta vez Garrincha levou a pior na Copa de 1962: levou um drible um tanto inusitado de um cão que invadiu o campo e repetiu a façanha com dois jogadores, durante jogo de Brasil e Inglaterra.

Gostou? Compartilhe: