Exposição homenageia estilista e ativista Zuzu Angel

Exposição homenageia estilista e ativista Zuzu Angel / foto: reprodução

Considerada uma das pioneiras da moda brasileira, Zuzu Angel também ficou conhecida pela luta sem sucesso contra a ditadura militar, responsável pela prisão e morte de seu filho, Stuart Angel Jones. Aos 26 anos, o militante do grupo revolucionário MR-8 foi morto sob tortura no CISA (Centro de Informações de Segurança da Aeronáutica). No cinqüentenário do golpe de 1964, que se completará na próxima semana, o Itaú Cultural, em São Paulo, receberá a exposição “Ocupação Zuzu”, com curadoria compartilhada de sua filha, Hildegard Angel.

A exposição conta com mais de 400 itens, como vestidos, croquis, e cartas (algumas delas com grande teor emocional) em quatro andares de memórias sobre Zuzu Angel. Para completar a megaexposição, serão realizadas projeções de filmes, oficinas e debates com estilistas. Os encontros trazem à tona a multiplicidade de sua obra e a legitimidade de sua luta contra a repressão da ditadura brasileira, falando de moda como uma ferramenta de expressão artística e de reflexão cultural.

A mostra abre ao público a partir do dia 1º de abril e permanece até o dia 11 de maio.

Gostou? Compartilhe: