Feral, a história do menino selvagem

feral-daniel-sousa-curta

Se fossemos criados sem o contato da sociedade, isolados no mato, ainda nos comportaríamos da mesma forma? Ou refletimos apenas o comportamento do ambiente como espelhos e portanto viveríamos de forma totalmente diferente?

Com esse questionamento na cabeça, o cineasta Daniel Sousa pesquisou o assunto e descobriu que em quase todos os casos sobre crianças selvagens, a readaptação delas em sociedade fracassou. “Elas ficam presas entre dois mundos, é um limbo. Não via outra maneira de ilustrar essa situação sem recorrer à poesia que a animação possibilita”, explica Daniel. Ele produziu então o curta-metragem Feral, vencedor da edição carioca do Anima Mundi 2013 e indicado ao Oscar 2014.

Com gráficos em 2D e alguns quadros pintados à mão, o filme conta justamente o drama pesquisado por Sousa.  Trata-se da história de um menino selvagem, acostumado a viver na floresta, que é levado repentinamente para a civilização e passa a sofrer dificuldades de adaptação. Confira na íntegra:

Feral trailer from Daniel Sousa on Vimeo.

Antes de Feral, Daniel Sousa assinou os curtas-metragens de animação Minotaur, Fable, The Windmill e Drift.

Gostou? Compartilhe: