Retratos a lápis, de Thomas Cian

Retratos a lápis, de Thomas Cian / foto: reprodução

Um desenho, algumas linhas no papel, parece algo simples de fazer. Mas a simplicidade e a complexidade são questões muito pessoais para serem medidas com tanta exatidão. O artista Thomas Cian conseguiu reunir as duas características em suas ilustrações. Dos traços feitos em linhas simples à lápis, o resultado são desenhos surpreendentes e de um talento inquestionável do criador.

Um dos seus sketchbooks possui retratos ilustrados de seus amigos. Apelidado de Friendsbook – a mole for my friends, a série de retratos possui traços produzidos com nada além do grafite em folhas de Moleskine. A riqueza de detalhes é tão impressionante, que o trabalho de Thomas Cian se parece com fotografias transferidas ao papel em preto e branco. O italiano, inclusive, desenvolveu o peculiar hábito de sempre fazer suas ilustrações em pequenos cadernos Moleskine, os quais, muitas vezes, são preenchidos em páginas duplas para cada figura.

Entre outros desenhos produzidos por Cian, sempre com imensa proximidade do real, ele também possui um diário de viagem todo reportado em ilustrações. Especialíssimo! Você pode conferir mais do trabalho do artista no Behance e em seu Facebook.

Gostou? Compartilhe: