Tell a Story – Uma minivan de literatura portuguesa para estrangeiros

tell-a-story-1

Já pensou se tivéssemos um carrinho cheio de livros de autores brasileiros em língua estrangeira para que os turistas pudessem prestigiar e comprar?

Pois quem visita Lisboa pode encontrar livros de grandes autores portugueses traduzidos para outras línguas em uma linda livraria móvel! A Tell a Story é uma livraria sobre rodas que circula pela cidade com obras de autores da literatura portuguesa traduzidos para inglês, francês, alemão e espanhol.

O modelo de minivan Renault Estafette transformou-se em uma biblioteca de histórias desde que o advogado Domingos Cruz teve a ideia. Uma vez, ele quis oferecer um exemplar de “Os Maias” a um amigo chileno. Então, se deu conta de que nunca conseguia literatura traduzida em outros idiomas para apresentar aos amigos estrangeiros. Da falta de opções, descobriu um nicho de mercado para os livros: “Lisboa está tão ancorada na imagem de Fernando Pessoa, mas havia falha na oferta de livros em línguas estrangeiras”. Domingos e o amigo Francisco Antolin pintaram um carro de azul e branco, rechearam-​​no com livros tra­du­zidos de gran­des auto­res por­tu­gue­ses e o colocaram a circular por Lisboa: “Mais do que a minivan, que já contou e muito para o projeto, queremos que as pessoas levem uma história de Portugal, escrita por portugueses”, comentou Antolin. Domingos Cruz complementou que este é um projeto de confluência entre os escritores, a livraria e os turistas.

António Lobo Antunes, Eça de Queiroz, Fernando Pessoa, Gonçalo M. Tavares, José Saramago, Miguel Sousa Tavares, Miguel Torga e Sophia de Mello Breyner são alguns dos autores que a Tell a Story disponibiliza em outras línguas para que os estrangeiros possam conhecer a literatura lusitana.

Apesar de turistas serem o principal alvo da livraria itinerante, ela também tem recebido a atenção dos nativos, que compram os livros para ler em outros idiomas ou oferecer a amigos estrangeiros.  Uma bela e bem sucedida ideia!

Gostou? Compartilhe: