A criatividade brasileira está na exposição “The World Goes Pop” em Londres

A criatividade brasileira está na exposição “The World Goes Pop” em Londres_imagem divulgação

A exposição The World Goes Pop, que está em cartaz no Tate Modern, pretende contar a história mundial do Pop Art – esse fenômeno artístico que surgiu no final da década de 50, com popularidade inicial nos Estados Unidos e na Inglaterra. A mostra apresenta como diferentes países da Ásia, Europa e América Latina responderam a esse estilo de arte.

Obra de Ushio Shinohara, "Doll Festival", de 1966

No meio de tanto artista internacional, o Brasil está super bem representado pelos artistas brasileiros Antonio Dias, Marcello Nitsche, Teresinha Soares, Anna Maria Maiolino, Claudio Tozzi, Glauco Rodrigues, Raymundo Colares, RomanitaDisconzi, Wesley Duke Lee e Oyvind Fahlstrom. Uma das obras de Antonio Dias que está exposta é Notas de uma morte imprevista, de 1964. Veja abaixo:

A proposta do museu Tate Modern é dar “um giro no mundo” com a The World Goes Pop.As obras Pop Art exploram o corpo humano, a política, revoluções domésticas, consumo e folclore. Além do mais, a ideia que esse movimento artístico buscava passar, em uma época em que as pessoas estavam voltadas para o consumismo, era retratar através da arte as falhas no sistema.

A mostra vai até janeiro de 2016. Vem ver algumas obras que estão expostas por lá!

"I Want You", de Marcello Nitsche

Multitude (1968), de Claudio Tozzi

Multitude (1968), de Claudio Tozzi

"Morrem Tantos Homens e Eu Tão Aqui Só", de Teresinha Soares

Gostou? Compartilhe: