A história de Anne Frank ganha as telas em animação

anne-frank-animacao-divulgacao-Passion- Studios

 

Um dos grandes clássicos da literatura, o livro O diário de Anne Frank ganhará uma versão cinematográfica. Depois de Valsa com Bashir, o diretor israelense Ari Folman lança mais uma animação para contar a história que talvez seja a mais conhecida sobre o Holocausto. As primeiras imagens do filme já estão circulando pela rede.

Pelo que já apareceu por aí, é bem provável que o filme seja um stop-motion. No entanto, a produtora Cinemascope diz que falta fechar o financiamento total de realização da animação para que se defina a técnica a ser utilizada. A história se passa em Amsterdam, onde Anne (nascida em Frankfurt, na Alemanha) passou a maior parte de sua vida. O foco do filme será Kitty, a figura imaginária a quem Anne endereça seu diário. Na versão cinematográfica, Kitty encontra o diário e a história então se desdobra durante a leitura dos relatos de Anne.

Uma das principais motivações do diretor é sua própria história pessoal: os pais de Folman sobreviveram ao campo de concentração de Auschwitz – haviam sido enviados para lá um dia depois de se casarem no gueto judeu da cidade de Lodz, na Polônia. Em suas falas sobre o filme, o diretor defende a importância de novas criações artísticas relacionadas a Anne Frank para que sua história siga na memória de todos.

Gostou? Compartilhe: