Coisas que você precisa saber sobre “Birdman”

birdman_

No Oscar 2015, o filme Birdman foi o grande premiado, acumulando quatro estatuetas, incluindo os prêmios de Melhor Diretor e Melhor Filme. Dirigido pelo célebre diretor Alejandro González Iñárritu (para quem não viu ainda, por favor, se aligeire!), Birdman equilibra realismo, surrealismo e metalinguagem num projeto original – algo raro em Hollywood. Para entender porque ele foi indicado e, principalmente, o que justificaria um prêmio máximo da Academia, é preciso saber de alguns detalhes sobre a produção do longa-metragem. O sucesso vai além da palpitação humana traduzida em sons de bateria pelos corredores de um teatro.

Iñárritu

Iñárritu não é novo em Hollywood. Depois de sua estreia com Amores Brutos (2000), foi aos EUA lançar 21 gramas três anos depois, filme que também alcançou grande reconhecimento. Em 2006 foi a vez de Babel, indicado a sete Oscars, incluindo de Melhor Filme e Melhor Diretor, até então uma façanha inédita para um mexicano. Iñárritu também escreveu e filmou o aclamado Biutiful (2010). Aqui, o cineasta pensou em um a narrativa realista e dura com um toque místico, em que Javier Bardem precisa conviver com um câncer terminal.

Michael Keaton super-herói

A grande ironia de Birdman é que a semelhança da carreira do protagonista com a do próprio Michael Keaton é inegável. Além de ter vivido Batman nos anos 90, como seu personagem também viveu um super-heróis, Batman e Birdman levaram estatuetas para casa. O Batman de Tim Burton, lançado em 1989 ganhou o Oscar de Melhor direção de arte, enquanto o filme de Iñárritu leva para casa quatro prêmios: Melhor filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro e Melhor Fotografia.

Plano sequência

Birdman não é apenas mais um filme hollywoodiano que se vale de surrealismo para contar uma biografia. Um dos elementos mais impressionantes da filmagem é o “falso plano-sequência”, que parece ser um só durante quase todo o filme, algo realmente relevante. Porém, apenas Arca Russa (2002), de Aleksandr Sokurov, realizou essa dificílima filmagem até hoje. Festim Diabólico (1948), de Alfred Hitchcock, é composto de vários planos-sequência com emendas invisíveis. Iñárritu teve o benefício das câmeras digitais leves e ágeis, capazes de se movimentar com total liberdade pelo labirinto de corredores. Ainda assim, a filmagem exige muita concentração de cada um dos participantes para criar aquele ritmo atordoante que Birdman sustenta durante todo o tempo, levando o espectador a uma camada de realismo ainda maior durante a narrativa.

Cabeça

Todas as personagens de Birdman têm um complexo mental. Riggan vivia com o maior sucesso da sua carreira na cabeça e era constantemente atormentado pela voz do super-herói em sua cabeça; já Mike, interpretado por Edward Norton, sentia que era mais autêntico representando no palco do que no mundo real. A dualidade de cada um contribui para elevar o lado artístico do filme, enquanto o surrealismo toma conta da estética.

Gostou? Compartilhe: