Já que o festival de cinema é indie, as fotos também tinham que ser

Jack Balck, foto: Victoria Will

Não são os filtros Sutro, Hefe ou Nashville do Instagram, não. Essas fotos incríveis e analogicamente envelhecidas são da fotógrafa Victoria Will, durante o Sundance Film Festival in NY, em fevereiro deste ano.

Usando o método tintype, tão utilizado na segunda metade do século 19, e aliando a técnicas mais modernas na hora da “revelação”, a fotógrafa retratou estrelas do cinema e da música de uma maneira completamente incomum para uma cobertura de evento em plena era digital.

Tintype: muito antes das polaroids, ou ainda depois com os smarthphones, a fotografia já foi instantânea. Esse processo consiste na criação de uma imagem sem o uso do negativo, feita diretamente sobre uma chapa fina de ferro revestida com um verniz.

Will usou de muita luz para bater as fotos, mas também utilizou de produtos químicos para conseguir esse efeito rapidamente. Em mais ou menos oito minutos depois que a foto foi tirada já dava pra ver o resultado. Bem menos tempo do que na época das clássicas tintypes, quando as pessoas tinham que ficar posando até 15 minutos para cada foto (apenas uma eternidade nos dias de hoje!).

Se liga no trabalho sensacional da Victoria Will que faz muitos outros projetos legais além de modernizar-envelhecendo-artistas-indies: www.victoriawill.com e aqui um vídeo mostrando todo o processo durante o festival:

Mas que ficou a CARA do festival, ficou, não? \o>

Gostou? Compartilhe: