Parklets: cidade para as pessoas

Parklets-c

Parklets são cada vez mais comuns no Brasil e mundo afora. Se ainda não ouviu falar deles, provavelmente vai conviver com algum muito em breve. Estamos falando de intervenções urbanas bem práticas, construídas para resolver um dos maiores problemas que vivemos atualmente no meio urbano: as cidades são adaptadas para carros e não para as pessoas. Por isso, a construção de parklets – estruturas feitas de uma variedade de materiais como madeira, grama, pallets e outros objetos reaproveitados – permite que as pessoas possam se sentar, relaxar e curtir em um espaço aberto e público.

O termo foi usado pela primeira vez em San Francisco (EUA) para denominar pequenos estacionamentos de automóveis transformados em parques recreativos.  Depois do sucesso, as instalações foram se estendendo de costa à costa. O conceito inclui tanto os espaços anteriormente ocupados por carros, como aqueles que podem ativar determinada área de uma rua, bairro ou cidade. São locais aconchegantes, entretanto, carregam consigo um propósito maior: a perspectiva de uma cidade mais humana e com maior interação social.

Estacionados nas beiras de calçadas, os parklets chegaram ao Brasil com força total. Já podem ser vistos em cidades como São Paulo e Fortaleza – e a tendência é aumentar cada vez mais o número dessas instalações. Confira alguns parklets criativos instalados em diversas partes do mundo:

Gostou? Compartilhe: