O “novo” profissional da área de Comunicação

comunicacao_ic

Outro dia reencontrei uma amiga jornalista que não via há bastante tempo. Vinda de uma turma de amigos comunicadores, cineastas e músicos da USP que conheci assim que cheguei a São Paulo, ela acabou emigrando para o Peru a trabalho e voltou para o Brasil há menos de dois anos. Como bons cidadãos (ainda que temporários) de São Paulo, imediatamente quisemos saber o que cada um estava fazendo profissionalmente. Ela me contou da extinção da agência em que trabalhava (um fenômeno um tanto comum nos últimos meses de crise, se você parar para pensar) e eu contei do trabalho temporário que estou desenvolvendo em Social Media. Peço perdão pela introdução um tanto longa, mas é aqui que vem o ponto de virada.

“Tem uma pá de gente da nossa área que tá trampando com isso, né? Voltei e tô vendo isso, tô achando muito louco. Eu até tenho um Twitter, mas, mano, não sei muito usar. Acho muito curioso, isso.”

O que para ela era uma novidade, já é uma realidade inconteste há bastante tempo, dada a quantidade de profissionais do Jornalismo que enveredaram para a dupla Publicidade & Conteúdo. E, já em 2011, quando trabalhava na Remix Social Ideas, em São Paulo, conversava muito sobre as consequências disso com a sócia fundadora e diretora de criação, Ana Laura Mello: “estamos vendo nascer um profissional híbrido”.

Daquela época para cá, do início ainda disforme, passando por um amadurecimento de competências e formatos de trabalho, só o encontro do Jornalismo e da Publicidade se tornaram insuficientes para tornar um profissional de mídias sociais competente para os desafios da área hoje e daqui por diante.

A consolidação desse profissional no mercado e a mudança de como o próprio conteúdo é gerado e distribuído no passado, focado principalmente em redes sociais com sites próprios perdendo a força, mas agora com um retorno à apreciação de um espaço exclusivo de publicação de conteúdo e usando as redes sociais como veículo e espaço de interação fez com que muitas outras habilidades passassem a ser exigidas para os diversos tipos de profissional que trabalha no mercado de social media.

Se você é um community manager, vai ser interessante ter conhecimentos de Relações Públicas, mas também um pouco de Psicologia. Alguém ligado à mídia precisa entender de Business Inteligence e leitura de dados. Um redator precisa ser capaz de emular discursos cada vez mais específicos, utilizando os dados e encaminhamentos que os demais departamentos. Os exemplos são muitos.

Toda essa convergência e incentivo à multidisciplinaridade (um profissional de Social Media, hoje, tem que ter habilidades do Jornalismo, da Publicidade, das Relações Públicas, conhecimentos de Marketing, compreensão e análise crítica de dados, noções de design e bagagem de cultura e entretenimento) fazem com que a nossa profissão seja uma dessas “do futuro”, que ainda precisam ser inventadas. E que estão sendo inventadas, aliás.

Afinal, considere o cenário das mídias sociais quatro anos atrás, época em que os blogs ainda tinham bastante espaço em planos de comunicação. Lembro que durante um bom tempo tivemos na equipe uma turma vinda do Jornalismo e Letras, e com quase nenhum redator publicitário de fato. Um pouco depois, a hegemonia do Facebook e seu formato mais “publicitário” que “jornalístico” de disseminação de conteúdo fez com que o perfil de profissionais mudasse e daí sim tivéssemos a necessidade de publicitários de fato ou de direito. Hoje, o cenário já vem mudando novamente, com o branded content consolidado e descobrindo novos horizontes e a multidisciplinaridade sendo mais esperada e até incentivada.

Estar pronto para lidar com esses desdobramentos da relação com a informação e com o conhecimento, buscando formações que complementem seu perfil e que integrem assuntos de outras disciplinas em seu universo, já é fundamental desde sempre, mas se torna cada vez mais urgente para o profissional de mídias sociais: para onde estamos indo e o que é que precisamos agregar em seguida? Estejamos todos de olhos abertos para quando essa trend passar…

Interessou-se por este conteúdo? Então você precisa conhecer os Cursos de Extensão da ESPM-Sul. São cursos nas áreas de Gestão e Negócios, Indústria Criativa e Jornalismo. Mais de vinte opções para você se aprimorar e se destacar no mercado. Acesse: espm.br/cursosextensao

 

por Pedro Jansen

Gostou? Compartilhe: